Publicado por António Orlando

Miguel Campos (Skoda) na 22ª posição foi o melhor piloto português na super classificativa de Lousada depois de ter sido 5 décimos mais rápido que Miguel Barbosa (Skoda) e Pedro Meireles (Skoda). O Paredense Elias Barros em Ford Fiesta R5 foi o 7º português com o melhor tempo, 2m52,06s que lhe deu a 41ª posição da geral a 16 segundos da dupla vencedora em Lousada – Mads Ostberg (Ford) e Thierry Neuville (Hyundai).

Foi assim, com uma liderança repartida que começou esta edição do Vodafone Rally de Portugal, a deixar antever luta acesa pela vitória da sexta prova do Campeonato do Mundo. Cumpridos os 3,36 km correspondentes a duas voltas à pista de Lousada, Mads Ostberg (Ford) e Thierry Neuville (Hyundai) acabaram com o mesmo registo na cronometragem eletrónica: 2m36,6s. Estes pilotos da Hyundai e da Ford relegaram, literalmente, a Citroen e a Toyota para segundo plano neste primeiro duelo, mesmo com as diferenças, como é normal neste tipo de classificativas em pista, a serem pouco significativas.

A Hyundai, vencedora, com Neuville, das duas últimas do campeonato (França e Argentina), colocou os seus três carros nos cinco primeiros lugares, enquanto Ostberg, que não é piloto da equipa semi-oficial da Ford, deu uma “ajudinha” à M-Sport…

Andreas Mikkelsen (Skoda) assumiu a liderança na classe WRC 2, com uma vantagem de 1,6s em relação a Teemu Suninen (Ford).