Obra e Vida do autor do romance português mais vendido no século XXI em destaque na Escritaria, em Penafiel. 10ª Edição da Escritaria é também de tributo à memória de todos os autores homenageados anteriormente.

Publicado por António Orlando

Depois de Urbano Tavares Rodrigues, José Saramago, Agustina Bessa-Luís, Mia Couto, António Lobo Antunes, Mário de Carvalho, Lídia Jorge, Mário Cláudio e Alice Vieira é agora a vez de destacar a vida e a obra de Miguel Sousa Tavares.

Esta edição de 2017, fica marcada por uma feira do livro permanente que se iniciou no passado dia 16 de outubro, bem como uma exposição sobre as anteriores edições com fotografias e materiais de rua que são tantas vezes desejados pelos transeuntes e já alvo de coleção por muitos visitantes do festival literário.

Esta exposição que tem contado com a visita de dezenas de pessoas deixa entreaberto a possibilidade de no futuro o espolio da Escritaria poder permitir uma exposição-museu mais permanente. Será ainda exibido um documentário sobre a Escritaria desde 2008.

Miguel Sousa Tavares, jornalista português, escritor e autor do romance português mais vendido no século XXI, Equador, será o homenageado da próxima edição da Escritaria.

O autor homenageado é recebido hoje, às 21h30, no largo da ajuda, pela Tuna Académica da CESPU.

Amanhã às 16h00, também no Largo da Ajuda, dar-se-á inicio à inauguração e visita da Arte Pública (Streetaria, Surreataria e intervenção teatral pelo grupo Cidade das Artes).