O União Sport Clube de Paredes perdeu cinco ponto, derivado um processo administrativo da Associação de Futebol do Porto. Em causa estava a inscrição de um jogador de 19 anos, que foi contratado ao Freamunde e que teria uma inscrição na Federação Portuguesa de Futebol. Ou seja, o jogador em causa estava inscrito na liga profissional, mas nem o próprio sabia, nem o Freamunde informou o União de Paredes.

Manuel Cardoso, presidente do U. Paredes, explicou ao O Progresso de Paredes que o jogador só sabia do vínculo ao clube, desconhecendo a sua inscrição na liga, explica ainda que esta inscrição como atleta profissional teria de significar a remuneração e os devidos descontos, nos dois meses que jogou pelo Freamunde e tal nunca aconteceu.

 

Leia a notícia completa na edição em papel de 3o de janeiro ou subscreva a assinatura digital no nosso site.