António Silva tomou posse como novo Presidente da JSD de Paredes

Decorreu no passado dia 9 de fevereiro, a Tomada de Posse dos Órgãos Eleitos da Juventude Social Democrata de Paredes. A cerimónia realizou-se no Paredes Design Hotel e contou com vários membros do Partido Social Democrata.

António Silva, tomou posse como novo Presidente da Comissão Política da JSD de Paredes e Jorge Oliveira, Presidente cessante da estrutura partidária, assumiu o cargo de Presidente da Mesa do Plenário. Os novos órgãos da Juventude Social Democrata de Paredes representados por 18 jovens militantes eleitos, “asseguram uma significativa renovação da estrutura”.

A nova liderança da JSD de Paredes pretende “promover uma maior proximidade com os jovens do concelho, ambicionando ser uma força motriz capaz de tornar cada pilar numa realidade, e em constante prontidão para transformar ideais em ações concretas”.

António Silva, Presidente da JSD afirma que neste momento “temos dois objetivos claro que passam por unir ainda mais o partido, para juntar todas as forças para ganhar as autárquicas. Em segundo lugar, trazer mais jovens para o nosso partido e com eles desenvolver projetos que mudem a vida dos jovens paredenses”. Destacou ainda, que o seu mandato irá ficar marcado por várias eleições.

Ricardo Sousa, Presidente da CPS do PSD Paredes desejou “um excelente mandato à nova equipa da JSD” e no seu discurso mostrou-se também preocupado com o desemprego jovem “este assunto preocupa-nos muito, porque muitos jovens na procura de uma melhor qualidade de vida, emigram e depois isto é um problema para o país. Espero que no dia 10 de março a AD ganhe as eleições, para que o PSD possa dar aos jovens condições para quererem viver no nosso país. Portugal tem excelentes condições para se viver e com grande qualidade de vida”.

Miguel Guimarães, antigo bastonário da Ordem dos Médicos, enalteceu a importância desta cerimónia, onde mostra que o partido está vivo e forte. 

Soares Carneiro, que ocupa a 18º posição na Lista da AD pelo Porto nestas eleições autárquicas, destacou que “o programa eleitoral da AD integra propostas relevantes para os jovens. Há propostas muito relevantes como o IRS a 15%. Temos que notar que 30% dos jovens estão emigrados e um país sem jovens é um país que não tem futuro. uma outra proposta é a própria isenção do IMT”.