António Orlando – texto

A Assembleia Municipal (AM) de Paredes aprovou a taxa de IMI para 2017 que irá estar fixada em 0,40%. Todos os deputados estiveram de acordo pela redução deste imposto, mas divergiram nos argumentos. Da discussão fica o ruido da troca de argumentos entre PSD e PS. Os primeiros dizem que o IMI baixa 20% e fá-lo agora porque as contas da autarquia estão controladas. Os segundos, o PS, tal como o CDS, dizem que a redução da taxa de IMI é apenas de 0,05%, pois o limite máximo para 2017, 0,45%, em Paredes é reduzido apenas para 0,40%.

Com o ambiente político a fervilhar, a que não é alheio o facto de a realização das eleições autárquicas estar somente a um ano de distância, as entourages partidárias encheram as galerias do salão nobre.

No Período Antes da Ordem do Dia, a discussão ficou marcada pelas descargas poluentes da ETAR de Paços de Ferreira que conspurcam o rio Ferreira a partir de Lordelo. Indignado com aquilo que apelidou de “rio de m…” (…)

Leia a notícia completa na edição em papel de 7 de Outubro ou subscreva a assinatura digital no nosso site.