Foram dez as medalhas de ouro que a câmara municipal de Paredes atribuiu a dez personalidades e instituições do concelho, numa cerimónia realizada no salão nobre da autarquia, no feriado municipal.

Cumprindo a tradição o concelho de Paredes homenageou no seu feriado municipal diversas personalidades e instituições que contribuíram para o desenvolvimento de Paredes e para a divulgação do concelho além-fronteiras.

Na cerimónia realizada no salão nobre da câmara municipal foram homenageadas cinco entidades e cinco personalidades individuais. A iniciar a cerimónia o presidente da câmara salientou a importância da data. “Este é um dia em que reconhecemos pessoas que valorizam esta terra e conferem aos seus autarcas um grande orgulho por dizer que são parte desta terra”, sublinhou Celso Ferreira.

Autarcas da Associação de Municípios do Vale de Sousa a receber a distinção

Autarcas da Associação de Municípios do Vale de Sousa a receber a distinção

Depois do discurso de abertura seguiu-se a entrega das medalhas de ouro. A primeira entidade a ser distinguida foi a Associação de Municípios do Vale de Sousa (AMVS), criada há 25 anos por seis municípios da região. Nesta cerimónia foi sublinhada a responsabilidade desta entidade na “criação de muitos projetos de coesão territorial, que permitiram a resolução de problemas à escala supramunicipal”. Celso Ferreira salientou o trabalho desenvolvido pela AMVS nomeadamente ao nível do saneamento básico e da progressiva eliminação dos papéis nas autarquias, através do projeto Vale de Sousa Digital. “Graças a este investimento Paredes é hoje um município sem papéis. É mais que justo reconhecer o seu papel de desenvolvimento integrado nos seis municípios”, enalteceu, entregando a medalha de ouro aos autarcas de Castelo de Paiva, Felgueiras e Penafiel e Lousada, presentes na cerimónia.

Centro de Profissional da Indústria do Mobiliário e da Madeira (CFPIMM)

Centro de Profissional da Indústria do Mobiliário e da Madeira (CFPIMM)

O Centro de Formação Profissional da Indústria do Mobiliário e da Madeira foi a segunda entidade a ser agraciada com a mais alta distinção do concelho. Com um “percurso e contributo relevante para a valorização técnica dos nossos alunos” o CFPIMM assume um papel evidente na promoção da indústria do mobiliário, até mesmo em tempo de crise. “Graças ao seu trabalho esta indústria sentiu menos o impacto da crise”, sublinhou Celso Ferreira.

Fundadores do Colégio Casa-Mãe a receber a medalha de ouro

Fundadores do Colégio Casa-Mãe a receber a medalha de ouro

Seguiu-se a entrega da medalha de ouro ao colégio Casa-Mãe, que completou recentemente 25 anos de existência, que tem contribuído para a formação dos jovens do concelho. Celso Ferreira sublinhou o mérito da instituição de ensino privado e na excelência do ensino desde a sua fundação e entregou a medalha de ouro aos fundadores do colégio.

Editor Zeferino Coelho também foi distinguido pela autarquia

Editor Zeferino Coelho também foi distinguido pela autarquia

Nas homenagens individuais o editor Zeferino Coelho foi o primeiro a receber a medalha de ouro. O paredense que editou o único prémio nobel da literatura atribuído a um escritor português, José Saramago, e fundador da Editoral Caminho, mostrou-se orgulhoso com o reconhecimento e as palavras que Celso Ferreira lhe dirigiu. “É um orgulho para mim enquanto presidente da câmara gabar-me e dizer que temos uma pessoa como ele em Paredes”, sublinhou.

Pintor paredense Henrique Silva também foi distinguido

Pintor paredense Henrique Silva também foi distinguido

Seguiram-se as entregas das medalhas ao pintor paredense Henrique Silva, a quem foi reconhecido “um percurso de vida extraordinário, uma enorme capacidade de superação e liberdade intelectual”, ao professor do Instituto Politécnico de Viseu, Jorge Silva Martins, pelo papel determinante na vinda da formação universitária de Madeiras para Paredes e ao engenheiro José Matos Gil, “um benemérito do concelho” que doou terrenos ao município para permitir a realização de projetos de desenvolvimento urbano, como é o caso do parque do rio Ferreira.

O professor do Instituto Politécnico de Viseu, Jorge Silva Martins

O professor do Instituto Politécnico de Viseu, Jorge Silva Martins

A autarquia destacou ainda o piloto paredense João Barbosa, que não esteve presente na cerimónia por estar a participar numa prova de ralis nos Estados Unidos. Ainda assim, Celso Ferreira fez questão de salientar “o percurso verdadeiramente notável” do piloto  que venceu, em 2010, as míticas 24 horas de Daytona, uma das competições mais famosas do mundo no desporto automóvel.

Medalha de ouro entregue à equipa de Polo Aquático Paredes Rota dos Móveis

Medalha de ouro entregue à equipa de Polo Aquático Paredes Rota dos Móveis

No desporto foi ainda entregue uma medalha de ouro à equipa de Polo Aquático Paredes Rota dos Móveis, que este ano se sagrou pela primeira vez campeã nacional. A conquista do único título coletivo para Paredes, em quase 180 anos de existência do concelho, valeu aos atletas e dirigentes a mais alta condecoração do município. José Teixeira, presidente da equipa, salientou o empenho e dedicação dos seus jovens atletas e agradeceu o apoio da autarquia.

A encerrar a cerimónia Celso Ferreira destacou o papel, desempenho e contributo da Caixa Crédito Agrícola de Paredes no desenvolvimento do concelho. António Pinheiro, presidente da instituição que comemorou recentemente 25 anos, recebeu a medalha de ouro do município e sublinhou o apoio da cooperativa a diversos projetos e empresas locais.