César Fonte venceu o 3o Troféu Ribeiro da Silva

A 1ª Etapa do 3º Troféu Ribeiro da Silva decorreu no dia 8 de julho, com partida e chegada no Parque José Guilherme, em Paredes.

César Fonte, ciclista da equipa Rádio Popular-Paredes-Boavista, venceu a primeira etapa da competição e obteve assim a camisola amarela.

O Presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida afirmou que “é com muita satisfação que mais uma vez homenageamos este grande nome do ciclismo que foi Ribeiro da Silva”. Também o Vice-Presidente, Elias Barros, o Vereador do Desporto, Re- nato Almeida, o Presidente da Associação de Ciclismo do Porto,JoséLuís Pacheco, e o Presidente da Junta de Freguesia de Paredes, Artur Silva assistiram à competição.

A segunda etapa do Troféu Ribeiro da Silva foi disputada em Lordelo no dia 9 de julho, sendo que a etapa terminou junto à rotunda da estátua do “Português Voador” Ribeiro da Silva. O paredense Tiago Leal, da equipa Rádio Popular-Paredes-Boavista, foi o vencedor da segunda etapa do troféu. César Fonte, manteve a camisola amarela que obteve na primeira etapa e conquistou assim, a taça do 3o Troféu Ribeiro da Silva.

Após se declarar vencedor do 3° Troféu Ribeiro da Silva, César Fonte afirmou que “após a vitória na primeira etapa no 3° Troféu Ribeiro da Silva, o objectivo e tática da equipa Rádio Popular Paredes-Boavista era claro, lutar para tentar manter a camisola amarela”. Destacou ainda que foi “sem dúvida uma etapa dura e atacada mas a nossa tática arrojada, a nossa calma e no fim um pouco de sorte que também faz parte dos dias de glória fez com que tudo fosse perfeito e vencemos o 3° Troféu Ribeiro da Silva e ainda ganhamos a 2° etapa com o Tiago Leal”. Agradeceu ainda “a todos os meus colegas de equipa que deixaram tudo na estrada para alcançar o objectivo, enormes companheiros, a todos os nossos patrocinadores que acreditam e apoiam o nosso projeto e por último um obrigado a quem sempre teve ao meu lado e muito me apoia”.

O Município de Paredes agradeceu “a colaboração e empenho de toda a organização, assim como a adesão da população”.