Foram detetados vestígios de Legionella no sistema de águas quentes das cantinas dos Centros Escolares de Recarei e de Mouriz. Fonte da câmara de Paredes garante que situação está “controlada”.

A deteção da bactéria determinou o encerramento dos refeitórios e da cantina dos dois centros escolares e foi ainda desligado o circuito de água quente, sendo que os “balneários estavam já encerrados, uma vez que a norma da DGS sobre a pandemia da covid-19 a tal obriga”.

De acordo com o comunicado da autarquia, foram criados espaços alternativos para que os alunos passam fazer as refeições, garantindo o cumprimento das normas determinadas pelas autoridades de saúde. 

A Câmara Municipal detalha ainda que foi durante um procedimento habitual, previsto na legislação, que foi detetada a presença da bactéria. Acredita a autarquia que em causa estará o facto de os estabelecimentos de ensino terem estado “parados desde março”, apesar de terem sido tomadas “medidas preventivas antes do arranque do início do ano letivo”. 

Por orientação da Delegada de Saúde, as escolas continuam a funcionar com as devidas adaptações.