Entrevista a Albano Silva, Presidente da A CELER

O Presidente da A CELER, Albano Silva, faz a avaliação das comemorações dos 90 anos desta entidade e dos desafios para o futuro. Afirma “sinto-me desde logo muito grato a todos os meus antecessores, restantes Membros diretivos e trabalhadores que tornaram este momento possível, comemorar 90 anos é realmente um marco importante na vida de uma Instituição e que só é possível graças ao empenho, dedicação e resiliência de todos quanto dedicaram parte da sua vida à A CELER”.

Em sintonia “com os restantes membros da administração motivos para celebrar este aniversário de uma forma muito especial proporcionando a todos os cooperadores e rebordosenses momentos de convívio, cultura, espetáculo e diversão”.

Acrescenta ainda que “por outro lado, também decidimos que era o momento de refrescar a imagem que a ‘A CELER’ tem perante os seus parceiros e por isso criamos um novo logotipo e consequentemente aplicá-lo em toda a comunicação da cooperativa, desde a parte documental até aos elementos identificativos dos nossos edifícios”.

A Requalificação da sede antiga que marcou a sua inauguração nas celebrações deste aniversário “também se insere nas comemorações dos 90 anos e foi decidida pela necessidade de utilizar este património que se estava a degradar e esvaziado de utilidade, o que contraria a postura da A CELER que é conservar o herdado e criar valor. Por isso se avançou para a requalificação deste imóvel e dar-lhe utilidade ou seja vamos lá ter um museu da atividade da A CELER e um espaço de convívio para os cooperadores onde possam passar alguns momentos de lazer e simultaneamente reviver a sua própria história e onde não poderia faltar as fotos dos fundadores da A CELER como prova de gratidão e reconhecimento pela criação desta cooperativa que tanto desenvolvimento e bem estar trouxe à nossa comunidade”.

Finaliza enumerando os “benefícios para a cooperativa são por isso evidentes, melhorar o património e dar utilidade e valor a esses espaços que para além dos atrás descrito podem ainda servir para outras funções de utilidade pública tais como visitas de alunos das Escolas,parte didática, receção de convidados e entidades pois faz parte do historial da A CELER e queremos manter essa memória e transmitir esse legado aos vindouros”.

A adaptação ao aumento do custo de vida não passou ao lado da empresa que tem como principal missão “proporcionar qualidade de serviço e fornecimento de energia elétrica aos seus consumidores nas melhores condições e preço.Na definição anual do preço tivemos em conta a dificuldade do momento atual que as empresas e famílias estão a ter e por isso os preços definidos são os mais baixos do Mercado elétrico ajudando desta forma a minorar o custo de vida dos nossos clientes”.

A energia que distribui é 100% limpa

A transição energética é um dos grandes desafios que o mundo enfrenta nos próximos anos e a cooperativa elenca que “é uma grande preocupação da administração da A CELER tudo fazer para melhorar o ambiente e qualidade de vida dos seus clientes e dos rebordosenses, por isso a energia que produz, compra e fornece é uma energia 100% limpa. No nosso mandato já construímos 2 unidades de produção de energia, upac do estádio Manuel Moreira e a do carpark o que permite que cerca de 6% das nossas vendas já são de eletricidade de produção própria e iremos continuar a investir nesta área para reduzir a dependência externa e garantir fornecer energia limpa”.

Com os olhos postos no futuro próximo, Albano Silva destaca “a construção do carpark que está dotado de 2 carregadores de 50 Kw ,AC e DC e de 2 carregadores de 22Kw é um incentivo e ajuda à utilização de viaturas elétricas que são comprovadamente menos poluidoras e amigas do ambiente e faço um apelo para informar que este carpark está aberto a todos, não só a cooperadores e que também aqui o valor praticado  é seguramente o mais baixo do mercado”. Acrescenta também “a preocupação com a manutenção de uma rede de distribuição nas melhores condições permite uma minimização das perdas e otimização dos recursos eliminando desperdícios e perdas de valor”.

A cooperativa festejou os noventa anos de existência com toda a pompa e circunstância e o Presidente destaca que “a avaliação que fazemos destes eventos é francamente positiva e dentro do expectável. A Administração teve o cuidado de planear eventos que de uma forma abrangente agradassem ao maior número possível de cooperadores e rebordosenses. Foram proporcionados espetáculos culturais e recreativos que tiveram forte adesão popular, que desta forma permitem concluir que agradaram e também pela manifestação  de comentários nas redes sociais”.

Uma empresa com o foco no futuro e no desenvolvimento da região, dando-lhe qualidade de vida “é missão da ‘A CELER’ contribuir para o bem estar e progresso da cidade. No futuro pretendemos continuar a garantir o nosso esforço e determinação, em manter Rebordosa na senda do progresso e que passará por tentar melhorar a qualidade do já ótimo serviço que prestamos e ter preços competitivos para permitir às empresas e particulares beneficiarem do mais baixo custo do Mercado. Paralelamente a qualidade ambiental também é uma preocupação nossa e por isso continuaremos a investir em energia limpa, a produzi-la e garantindo fornecimento 100% de energia limpa”. Acrescenta também “continuaremos a apoiar todas as entidades da cidade que nos procurem para apoios sustentados em projetos que melhorem a qualidade de vida e bem estar para a coletividade”.

Os fundadores “estariam muito felizes por verem que o seu esforço e dedicação foi amplamente compensado e aproveitado por todos os seu seguidores, já que materializaram os seus propósitos de contribuir para o progresso e bem estar dos rebordosenses e que a ‘A CELER’ continua com uma vitalidade enorme e vontade de ser uma referência para o setor energético, apesar das dificuldades e obstáculos que nos são criados pelos decisores deste setor de atividade”.