O Tribunal Judicial do Porto decretou prisão preventiva a um homem com 44 anos, por alegada prática de violência doméstica, no concelho de Valongo.

No âmbito de uma investigação, a GNR apurou “o suspeito que já havia cumprido pena de prisão efetiva de dois anos e seis meses, após ter saído do estabelecimento prisional, procurou novamente a vítima, uma mulher de 51 anos, e obrigou-a a ter relações sexuais ameaçando-a, confinando-a em casa, restringindo a sua liberdade e auto determinação sexual”.

De acordo com a GNR, nos últimos meses verificou-se “uma escalada do comportamento violento do suspeito, devido ao consumo abusivo de álcool, motivo que levou à sua detenção.”            

O detido foi presente a tribunal, no passado dia 7 de fevereiro, que lhe aplicou a medida de coação de prisão preventiva, a ser cumprida no Estabelecimento Prisional do Porto, em Custóias.