Jantar de Mulheres Socialistas juntou 250 participantes

A Quinta da Felicidade em Paredes recebeu no dia 10 de março o jantar das Mulheres Socialistas de Paredes. Um jantar que reuniu mulheres de quase todas as freguesias para juntas celebrarem o seu dia. Vandoma, Parada de Todeia, Cête, Recarei, Gandra e Paredes estiveram em destaque pelo número de participantes. “Este jantar não obriga a junção partidária, é um evento para celebrar a mulher”, disse a organizadora Sara Leal. 

Sara Leal nasceu a 13 de julho de 1992 e é natural de Vila Cova de Carros. Foi responsável pela organização deste jantar, também devido a ocupar o cargo de Presidente das Mulheres Socialistas. Assume ainda também o lugar de Primeira Secretária da Assembleia Municipal, Presidente da Assembleia de Freguesia de Paredes e ainda é Representante da Junta de Freguesia de Vila Cova de Carros.

Numa entrevista em exclusivo ao jornal “O Progresso de Paredes”, Sara fez uma avaliação do jantar e do lugar da mulher na sociedade.

Começou por agradecer aos presentes, em especial às duas mulheres vereadoras Tânia Ribeiro e Beatriz Meireles “serem o rosto das mulheres no executivo camarário, muito nos orgulha o vosso trabalho e dedicação à nossa cidade”. As Presidentes de Junta de Freguesia de Gandra e Rebordosa Silvia Sá Pinto e Salomé Santos “têm a nobre função de guiar os destinos da vossa junta de freguesia e são sinal de esperança por um mundo mais igual”. A todas as mulheres que participaram no evento, Sara Leal deixou o seu agradecimento “devido ao contributo prestado para a realização e dinamização do evento”.

O Engenheiro José Carlos Barbosa, deputado na Assembleia da República, o Presidente da Juventude Socialista Armando Leal e o Presidente da Câmara Municipal de Paredes Alexandre Almeida foram agraciados por Sara Leal. 

Nesta data para Sara, é importante lembrar alguns dados que mostram que a igualdade de género ainda não foi atingida “As mulheres fazem três vezes mais tarefas domésticas. As mulheres continuam a ser um número inferior nos cargos de chefia e de liderança. Ainda são as mulheres que recebem salários inferiores”.

Enquanto Presidente das Mulheres Socialistas, afirma que “continuemos a lutar por uma sociedade em que a igualdade de género passe a ser entendida com naturalidade, como um imperativo das sociedades mais justas. Não nos silenciemos jamais”.

A jovem socialista faz uma avaliação muito positiva do evento “uma noite muito feliz”, diz-se grata pela adesão ao jantar e “com tantas opções decidiram juntar-se às mulheres socialistas”. Agradeceu a “presença e alegria neste momento que é para nós um marco em cada ano e que tem como fim, reforçar a união dos laços e sobretudo proporcionar-vos uma noite de felicidade.

Todos os anos, as participantes levam uma lembrança para casa. Este ano foi um gesso perfumado para colocar nos armários, onde se lia “Feliz Dia da Mulher”, bem como um autocolante a dizer ‘mulheres socialistas’ para “todas as mulheres se sentirem parte integrante do evento”.

No próximo ano o evento voltará a repetir-se e a Presidente das Mulheres Socialistas deixa o conselho “a conquista de uma, será sempre a conquista de todas” e lembra que o jantar é “sempre um momento de encontros e reencontros”.