António Orlando – texto

O Complexo das Laranjeiras foi esta tarde registado como património municipal num cartório em Lisboa.

A escritura pública formalizada, em Lisboa, pelo Presidente do Município de Paredes, Alexandre Almeida, e pela Administradora da massa insolvente, garante o regresso do “Complexo das Laranjeiras” à posse municipal.

Segundo o autarca Alexandre Almeida, “o Complexo das Laranjeiras é um património fundamental para o desenvolvimento de Paredes”. A requalificação do pavilhão gimnodesportivo e a sua conversão num multiusos é prioridade do Município na estratégia de “dar vida à cidade de Paredes”.

Este acordo “vai permitir ainda ao União Sport Clube de Paredes, depois de obras de requalificação do antigo estádio das Laranjeiras, voltar a jogar no emblemático campo paredense”, refere o Presidente do Município.


A cerimónia foi testemunhada pelo Presidente do União Sport Club de Paredes, Pedro Silva e pelo Fundador da NortCoope, Joaquim Faria.

O complexo foi expropriado por 1 milhão 601 mil 226 euros e 51 cêntimos