Louredo acolheu o I Congresso dos Caminhos de Santiago de Paredes

No dia 15 de abril o auditório do Centro Cívico e Cultural de Louredo acolheu o I Congresso dos Caminhos de Santiago de Paredes com o tema: um olhar sobre a História e o futuro. A iniciativa foi organizada em conjunto pela Câmara Municipal de Paredes e pela Junta de Freguesia de Louredo com o apoio da Paróquia de São Cristóvão de Louredo e da associação jacobeia de Esposende, Via Veteris.

Após a abertura dos trabalhos pelo Presidente da Câmara Municipal de Paredes, Alexandre Almeida e pelo Presidente da Junta de Freguesia de Louredo, José Borges, foram vários os investigadores, técnicos, peregrinos e representantes de instituições que ao longo da manhãderam o seu testemunho e contributo dentro das várias áreas do universo dos Caminhos de Santiago. Com a moderação do jornalista António Crespo da TVI, os palestrantes dividiram-se em dois painéis com o técnico intérprete de património da Rota do Românico, JoséAugusto Costa que apresentou a iconografia dedicada a Santiago existente na Rota do Românico e em especial no concelho de Paredes. Paulo Sá Machado jornalista, ensaísta, escritor e conferencista ligado ao Património Cultural, dissertou sobre a sua experiência enquantoinvestigador do vasto património cultural que são os Caminhos de Santiago. Para finalizar o primeiro painel, Ana Rita Dias presidente da Federação Portuguesa do Caminho de Santiago falou do papel e da importância da federação na preservação e divulgação do Caminho de Santiago.

O segundo painel começou com a intervenção do peregrino e escritor brasileiro Bê Sant’Anna que retratou a sua aventura entre o Vaticano e Santiago de Compostela, fazendo 2.500Km a pé e daí nascendo o projeto Eu Caminho em livro e podcast. No seguimento das locuções dedicadas a peregrinos, Vanda Cardeal deu o seu testemunho enquanto mulher optando por ir sozinha para o Caminho dando conta do planeamento, da introspeção e da meditação ao longo dos quilómetros percorridos. Este painel encerrou com a presença de Nuno Ferreira, técnico superior de turismo, estando o seu trabalho no Turismo Porto e Norte de Portugal, voltado para a valorização e promoção dos Caminhos de Santiago.  

O programa contou ainda com a participação dos Amigos da Cultura de Paredes onde Mariana Vieira declamou textos de Vanda Cardeal, Querubim Areias e José Valle deFigueiredo e uma visita guiada, à Igreja de São Cristóvão, pela técnica superior da CMP Antónia Silva.

O I Congresso dos Caminhos de Santiago de Paredes foi encerrado pela Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Paredes, Beatriz Meireles.