Plano de Apoio à Economia Local prevê também medidas para as empresas, começando pela devolução a 100% da tarifa de lixo nos próximos três meses.

redação – texto

Paredes vai permitir o pagamento a prestações das rendas sociais, bem como devolver a tarifa do lixo e reforçar verbas para alimentos, energia e medicamentos, beneficiando famílias em ‘lay-off’ ou desemprego e empresas, anunciou hoje a autarquia.

Estas medidas constam de Plano de Apoio à Economia Local que foi preparado para acorrer à situação provocada pela covid-19, representando um envelope financeiro de 500 mil euros.

Entre as medidas para as famílias, destaca-se também a devolução da tarifa fixa da água e saneamento para os agregados em ‘lay-off’ ou desemprego, mediante requerimentos que serão disponibilizados pelo município.

O plano do município prevê também medidas para as empresas, começando pela devolução a 100% da tarifa de lixo nos próximos três meses às empresas que sejam obrigadas ao encerramento devido à pandemia.

Está também prevista a devolução total da derrama para empresas com volume de faturação até 150 mil euros.

Isenção das taxas de publicidade e de ocupação do solo durante três meses e isenção da taxa paga pelos feirantes no mesmo período também constam do plano.

A tarifa fixa da água e saneamento para as empresas encerradas também será devolvida.

No setor social, será alargado o apoio de 750 euros mensais aos corpos de bombeiros e delegações da Cruz Vermelha que estão a colaborar com a câmara nas operações de desinfeção e no apoio aos idosos sem retaguarda familiar.

As instituições terão, também, apoio em materiais de desinfeção e proteção individual.

Os subsídios anuais aos bombeiros e Cruz Vermelha serão antecipados e proceder-se-á à distribuição de materiais de desinfeção às juntas de freguesia que estão a colaborar nas operações de limpeza.

A câmara compromete-se também a fazer testes aos utentes e profissionais nas instituições de solidariedade, após o surgimento de um caso de infeção pela covid-19, se esse serviço não for assegurado em tempo útil pelas autoridades de saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, à data de 31 de março de 2020, já infetou em Paredes 43 pessoas.