Por Joaquim Neves, Engenheiro

Surpreendentemente ou talvez não, fomos prendados esta semana com o anúncio da suposta propositura (candidatura) de Rui Moutinho pelo PSD.

Será?

Sinceramente, penso que não.

Para os mais atentos, isto não é, nada mais, nada menos do que a última tentativa, ou talvez não, de Celso Ferreira condicionar tudo e todos na escolha do candidato do PSD/Paredes.

Pelo que tenho visto, será que Celso Ferreira quer mesmo que o PSD ganhe?

Será que os militantes do partido vão deixa-lo levar o PSD à derrota?

Vamos ver….

Desde o início deste processo, Celso Ferreira tentou sempre passar a imagem de um grande estadista, pronto a aceitar até os mais críticos da sua gestão autárquica. Porém isso não sucedeu.

Desde de o início deste processo Celso Ferreira já apresentou diversos sucessores, já tentou condicionar diversos militantes no apoio a outros colegas do partido, já afastou outro do processo mas ainda não conseguiu reunir apoios suficientes para que o seu candidato (ou se preferir o seu delfim) fosse realmente aquilo que os Paredenses necessitam e se identificam.

Os Paredenses e principalmente o PSD/Paredes precisa de um candidato que que tenha alguma experiência política e que seja capaz de dar prioridade, nas suas políticas, à boa gestão dos dinheiros públicos.

Paredes precisa, nas próximas eleições, de um candidato próximo das pessoas que sinta realmente às suas necessidades e às resolva;

Paredes precisa, nas próximas eleições, de um candidato que garanta às pessoas um futuro melhor e com mais espectativas;

Paredes precisa, nas próximas eleições, de um candidato com espirito empreendedor para dinamizar políticas de emprego do concelho;

Paredes precisa, nas próximas eleições, de  um candidato com visão integrada do território e competência para cumprir com as pessoas;

Paredes precisa, nas próximas eleições, de  um candidato com capacidade de reconhecer as assimetrias e tenha liderança na resolução dos problemas;

Paredes precisa e irá ter certamente….

Em 2017, o Povo de Paredes terá certamente oportunidade de fazer escolhas de valores e de projectos.

Será a hora em que o Povo decidirá quem irá lutar para fazer progredir o Concelho de Paredes para que todos nós sintamos orgulho numa terra boa para viver.