Batista Pereira, presidente da Assembleia Municipal (AM) de Paredes, agendou para amanhã, às 20 horas, a realização de uma sessão extraordinária deste órgão autárquico onde incluiu na ordem do dia a proposta do PSD de recomendação ao executivo da câmara para resolver unilateralmente e com justa causa o Contrato de Concessão e Exploração das redes de Água e Saneamento com a empresa Be Water.

A proposta havia sido apresentada à mesa da AM na última sessão ordinária daquele órgão. Na ocasião, Batista Pereira informou a bancada do PSD que lhes daria uma resposta logo que fosse possível.

Refira-se que amanhã, terça-feira, todas as assembleias municipais do país reúnem à mesma hora para que os respetivos deputados municipais participem na eleição dos presidentes das Comissões de Coordenação de Desenvolvimento Regional (CCDR).

Após a votação, a AM irá discutir a proposta do PSD para que a câmara em vez de resgatar o contrato com a Be Water alegue justa causa para rescindir o contrato, nomeadamente, por a concessionária não ter feito os investimentos previstos no contrato.

Refira-se que o resgate da concessão já começou a dominar a Assembleia Municipal na sessão realizada no passado dia 26 de setembro e que a última edição de O Progresso de Paredes conta o essencial. Pode adquir o jornal nos locais habituais.