Francisco Almeida, de 25 anos, foi declarado morto no Hospital Santa Maria, em Lisboa, para onde tinha sido evacuado de urgência pela equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) na sequência da queda de uma torre de telecomunicações, na localidade de Alcabideche, no concelho de Cascais.

O acidente ocorreu ao inicio desta tarde e provocou ainda uma outra vítima do concelho de Paredes. Trata-se de Luís Leal, de 24 anos, residente em Louredo, que ficou gravemente ferido. Esta vítima foi transportada com uma fratura exposta, para o Hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa.

Os jovens paredenses estavam a trabalhar para a Viatel, empresa contratada para manutenção da central de comunicações da Altice (MEO).

Ao desabar, a torre atravessou uma rua de uma ponta à outa, apanhou um automóvel, que ficou danificado, e ainda destruiu o portão do quintal onde as vítimas acabaram por embater no solo.

Em comunicado a Altice assegurou que “todos os trabalhos em curso se encontravam a ser executados debaixo de procedimentos de coordenação de segurança em obra”. A Autoridade das Condições de Trabalho (ACT) esteve no local assim como uma patrulha da GNR.