Até à próxima sexta-feira as temperaturas estão elevadas em todo o país com os termómetros a atingirem os 35ºC no litoral e 40ºC no interior, os concelhos da região do Vale do Sousa estão sinalizados com risco “elevado” ou “muito elevado” de incêndio, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O Concelho de Paredes está em risco “máximo” de incêndio.

A Autoridade Nacional de Emergência de Proteção Civil colocou em alerta amarelo todo o país e decretou alerta vermelho para o distrito de Santarém, relembrando também que é proibido fazer queimas e queimadas em todo o espaço rural, durante o período crítico, de 1 de julho a 30 de setembro, além de outras proibições em vigor.

O Serviço Municipal de Proteção Civil de Paredes alerta ainda que é proíbido utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural, salvo em locais autorizados para o efeito. É proibido fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais.

A emissão de licenças para fogo de artifício e lançamento de foguetes está cancelada pela Câmara Municipal.