O Sindicato dos Trabalhadores da agricultura e das indústrias de alimentação, bebidas e tabacos de Portugal (SINTAB) organiza amanhã, juntamente com os trabalhadores da fábrica da SOUSACAMP, em Paredes, uma deslocação até Vila Flor, onde se concentrarão em protesto em frente ao Tribunal Judicial local, na Avenida Marechal Carmona, antes e durante a Assembleia de Credores, “sensibilizado para a absoluta necessidade que o plano de recuperação que venha a ser aprovado, por responsabilidade acrescida de assentar numa proposta de perdão de dívida que envolve dinheiro público, deva incluir a garantia de manutenção integral dos postos de trabalho.”

 Do mesmo modo, pretendem “denunciar a recente atitude dos responsáveis da empresa, nas diversas unidades, em assumirem eles próprios o encargo de recolha de assinaturas para definição do representante dos trabalhadores. Uma clara e grosseira ingerência da administração na autonomia de gestão das organizações representativas dos Trabalhadores”, declara a Direção nacional do SINTAB, em nota de imprensa.

No mesmo sentido, acrescenta, “denunciamos a linha de conduta dos inspetores da ACT de Penafiel que, em ação inspetiva recente na unidade de Paredes, entenderam por bem interrogar a Delegada Sindical em frente à sua chefia, tecendo considerações denigrativas sobre a sua conduta e a conduta do sindicato, dando mesmo opinião relativa ao processo que denunciámos e sugerindo, aos Trabalhadores, a aceitação das propostas de rescisão que a empresa abusivamente coloca.”