António Orlando – texto


As festividades do Carnaval, em Paredes, encerram, nomeadamente, com o cortejo da “Queima do Velho”, em Besteiros. Ao cair da noite de 13 de fevereiro, terça-feira de Carnaval, ficou enterrado o Entrudo, cumprindo-se, desta forma, as tradições ancestrais.

Antes, Lordelo, Bitarães, Louredo, Cristelo e Paredes, entre outras localidades do concelho, trasvestiram-se de alegria como se fosse o antídoto para afugentar o cinzento característico do inverno que por cá contrasta com o calor do carnaval lá no verão brasileiro.

Os corsos carnavalescos, uns mais que outros abrasileirados, foram traídos pela chuva que caiu na zona de Paredes. Quer no domingo gordo quer na terça-feira de carnaval. Ainda assim, o samba fez rodopiar os corpos semidespidos  (…)

Leia a notícia completa na edição em papel de 23 de fevereiro ou na edição eletrónica subscrevendo a assinatura digital no nosso site.