Os Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica (TSDT) do Serviço de Medicina e Reabilitação (SMFR) do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) organizaram, a 12 e 13 de outubro, as suas I Jornadas com o tema “Multidisciplinaridade – Uma perspetiva”.

Na sessão de abertura, Manuela Martinho, coordenadora dos TSDT do SMFR, relembrou o início do Serviço, no Hospital Padre Américo, recordando a diretora de Serviço na altura, a fisiatra Eugénia Silva, e apelou à “renovação e empenho fulcral na multidisciplinariedade com respeito pelas diferentes áreas”.

Fátima Martins, atual diretora do SMFR, salientou “a otimização da qualidade de vida, física e cognitiva” como objetivo da Medicina Física. A fisiatra referiu ainda como exemplo o doente pós AVC, “a maior patologia do nosso Centro Hospitalar e que mais áreas profissionais abrange no CHTS”.

Carlos Alberto, presidente do CHTS, reiterou que “a nossa preocupação é com todos os grupos profissionais”, sublinhando também que “é com a capacidade de nos relacionarmos que se obtém melhores resultados para a nossa população”.

Durante os dois dias das jornadas, foram abordados temas sob várias perspetivas relacionados com “Disfunções do Pavimento Pélvico”, “Intervenção em Ortopedia: Quedas na Terceira Idade”, “Intervenção no Doente com Acidente Vascular Cerebral”, “Fisioterapia em Pediatria” e “Intervenção em Pediatria – Terapia Ocupacional e Terapia da Fala”.

O evento científico contou também com a realização de duas conferências, “Consulta de Fisiatria em Disfunções do Pavimento Pélvico” e “Fisioterapia e a Sexualidade – Um Olhar Global”. Acontecendo ainda 3 workshops sobre “Estimulação do Tibial Posterior e Raízes Sagradas”, “Integração Sensorial” e “Neurodesenvolvimento: Sistematização para a Intervenção”.