A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR de Paços de Ferreira, procedeu à identificação e detenção fora de flagrante delito de uma mulher pela presumível autoria de crime de incêndio florestal. A detida, de 44 anos de idade, empregada doméstica, vai ser presente à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

“A detenção teve lugar no dia de ontem após a ocorrência de crime de incêndio florestal, provocado por uma queima de sobrantes agrícolas que se descontrolou, na zona de Penamaior, em Paços de Ferreira, tendo posto em perigo também habitações vizinhas”, informa a PJ, dando conta que a suspeita tinha conhecimento que era totalmente proibida a realização de queimas e queimadas.

No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 107 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.