Ângela Maria Barbosa Eusébio fez o seu percurso escolar em Paredes e está atualmente na Universidade do Minho, a frequentar o curso de Ciências da Comunicação.

Partilha o sonho pelo jornalismo com o mundo da moda, tendo marcado presença na última edição do Portugal Fashion que decorreu entre 10 e 14 de outubro, no Museu do Carro Elétrico, no Porto.

Começou desde cedo no mundo da moda, tendo abandonado a área aos doze anos porque afirmava “não ser para mim”. Foi através de um amigo, David Moreira que regressou a este mundo pela mão da conceituada agência, Elite “foi tudo muito rápido, não foi nada pensado”.

A Elite Lisbon é uma agência de modelos com sede em Lisboa, Portugal. Ela faz parte da renomada rede Elite Model Management, que é uma das agências de modelos mais conhecidas e respeitadas em todo o mundo. A agência representa modelos para trabalhos em moda, publicidade, passarela e outras áreas relacionadas à indústria da moda.

Na Elite, “as pessoas são extremamente amigáveis, não é uma relação só profissional, somos amigos e posso falar com eles sobre tudo. Depois de um trabalho há sempre uma preocupação de como correu e como me senti”.

Ângela Barbosa tem 1,78 m, cabelo castanho e é dona de um magistrais olhos azuis. Calça o 39 e tem 80cm de peito, 61cm de cintura e 88cm de anca.

Apesar de ser na capital do país onde há mais oportunidades, Ângela confessa que a maioria dos seus trabalhos tem se realizado no Porto “tenho tido muita sorte porque os meus pais apoiam-me muito”.

“Eu tenho não colocar muita pressão nesta carreira, o meu ideal é a área do jornalismo. Eu não tenho o objetivo de atingir aquele nível de super modelo e por isso não vivo os castings de modo tão estressante”.

A modelo esteve recentemente em destaque na principal semana da moda do norte do país, o Portugal Fashion. O Portugal Fashion é um evento de moda que ocorre no Porto e é um dos principais acontecimentos da indústria da moda no país. O projeto visa promover o design de moda português, apresentando coleções de estilistas e designers de moda de Portugal.

Ângela nesta semana desfilou para algumas das mais conceituadas marcas portuguesas como Pé de Chumbo, Susana Bettencourt, Wuman e a  Gondomar Original Jewellery. “Foi participar neste projeto porque pude conviver com outras modelos no backstage e os maquilhadores e cabeleireiros são sempre pessoas incríveis. Não há muito momentos para para é tudo muito depressa. Os próprios estilistas são pessoas muito acessíveis, por exemplo a Susana Bettencourt foi muito prestável e atenciosa”.

Para ingressar nesta área é necessário “muito trabalho pessoal, muito trabalho de casa, de construir a confiança em nós e de colocar limites. Eu lidei com isso no Portugal Fashion, onde tive de dizer ´não quero isto ou isto não faço´ e ter isso bem definido. Claro que vai haver olhares de lado mas o mais importante para mim é a integridade e saber dizer que não”.

Finaliza afirmando que a ´Marca Angela Barbosa´ é “uma coisa muito genuína, o meu trabalho é partilhar o que eu faço e tenho de ser mais casual em relação a isso. Eu não tenho controlo na forma como as pessoas me veem”.